Time de Zé Roberto bate o vice-líder da Superliga e se isola na sexta colocação

Giulia Sperandio

Antes do início do returno da Superliga, a capitã Maira já anunciava alguns dos objetivos do São Paulo F.C./Barueri: “Buscar sets e quem sabe a vitória contra os times que lideram a tabela”. Logo na primeira semana de disputa, o Tricolor já alcançou essa meta, e em grande estilo. Nesta sexta-feira (15), a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães superou o vice-líder Osasco São Cristóvão Saúde, na casa do adversário, por 3 a 1 (21-25, 25-21, 25-23 e 25-14). Foi a segunda derrota de Osasco em 14 partidas na competição.

Com esse resultado, o São Paulo foi a 23 pontos, com oito vitórias e cinco derrotas, isolando-se na sexta colocação. O Curitiba, sétimo, soma 17, com cinco vitórias e oito derrotas.

Depois de sofrer quatro derrotas na temporada para o Osasco, tendo vencido apenas um set, passou-se a impressão de que o barco ia para o mesmo rumo no primeiro set, vencido pela equipe campeã paulista por 25 a 21. Depois de escalar Kenya como titular na posição de levantadora, Zé Roberto voltou a apostar em Jacke. Ela fez por merecer a confiança. O jogo foi bem distribuído: Lorena anotou quatro pontos nessa parcial, sendo seguida por três colegas com três pontos: Diana, Maira e Karina.

O São Paulo chegou a abrir 6 a 3, graças a dois erros seguidos de Tandara. Na sequência, no entanto, Osasco passou a fazer a diferença, com mais eficiência no contra-ataque. Uma das metas do Tricolor é reduzir o número de erros, e o time foi bem-sucedido nesse quesito: cedeu seis pontos em falhas no primeiro set, mesma quantidade de pontos dados de graça pelo adversário. A diferença ficou mesmo nos contra-ataques: 16 a 12 para as donas da casa.

No segundo set, o São Paulo manteve a pegada, e procurou se aplicar mais no cumprimento da estratégia de saque proposta por Zé. Depois de abrir 8 a 4, o Tricolor permitiu que o rival encostasse: 8 a 7, após um erro de Maira, que foi substituída por Glayce Kelly. O reforço que veio de Bauru entrou muito bem no jogo, anotando quatro pontos nesse set. Na sequência, o treinador foi buscar outras soluções no banco de reservas, recorrendo a Kenya e Kisy, que entraram na inversão de 5/1 e não saíram mais. Com Karina inspiradíssima e as centrais Lorena e Diana fazendo uma partidaça, o São Paulo melhorou muito o aproveitamento nos contra-ataques e ainda viu o oponente errar mais: fez nove pontos dessa forma, cedendo apenas quatro. O resultado disso tudo foi a vitória por 25 a 21 e o empate em 1 a 1.

Com o moral em alta, o São Paulo agarrou-se às suas chances de vitória e passou a acreditar. Rapidamente abriu 6 a 0, forçando o treinador adversário a queimar suas duas pedidas de tempo logo no início do set. Com Jacke novamente como titular, o jogo foi muito bem distribuído: quatro pontos para Karina, Kisy, Lorena e Diana nessa parcial, e três para Glayce. Além disso, o São Paulo ainda foi melhor no bloqueio contra Osasco, uma das equipes mais poderosas da Superliga nesse fundamento.

Depois de abrir os 6 a 0, o Tricolor permitiu a reação do adversário (15 a 14). Voltou a abrir no final do set (23 a 19) e novamente deu um frio na barriga dos torcedores das Chiquititas, ao ceder o empate em 23 a 23. Nesse momento decisivo, no entanto, a jovem equipe mostrou frieza e concentração e conseguiu levar a melhor, por 25 a 23.

A reação frustrada no final do terceiro set parece ter desanimado Osasco, que novamente viu o adversário abrir larga vantagem: 6 a 0. Dessa vez, no entanto, o Tricolor não vacilou. Pelo contrário: a dianteira foi ampliada. Jacke, Karina, Diana, Lorena, Glayce e Kisy continuaram jogando muito bem. Do outro lado, uma marcação muito eficiente sobre Tandara minou a principal válvula de escape do adversário, que se abateu e não conseguiu mais reagir. Resultado: 25 a 14 e 3 a 1 no placar, na vitória mais expressiva do time de Barueri na temporada.

Com 17 pontos, Karina foi a maior pontuadora do jogo, com 17 acertos, ao lado de Tandara, e recebeu o Troféu Viva Vôlei.

ELENCO

#1 Dani Terra – Líbero 1,68
#2 Diana – Meio 1,91
#4 Maira – Ponta 1,85
#5 Glayce Kelly – Ponta 1,85
#6 Nyeme – Líbero 1,75
#7 Lorrayna – Oposta 1,86
#8 Jheovana – Ponteira/Oposta 1,91
#9 Kisy – Oposta 1,89
#10 Lorena – Meio 1,90
#11 Karina – Ponta 1,79
#12 Larissa – Meio 1,88
#13 Jacke – Levantadora 1,74
#14 Kenya – Levantadora 1,85
#15 Duda – Levantadora 1,85
#16 Carol – Ponta 1,92
#18 Dani Seibt – Meio 1,88

Média de altura: 1,85

Média de idade: 21 anos

Comissão Técnica:

Técnico – José Roberto Lages Guimarães
Assistente Técnico – Wagner Luiz Coppini Fernandes
Auxiliar Técnico – Alexandre Santos Gomes
Preparador Físico – Caique Bonafe Botelho Naipe e Eduardo Fernando Cianci Gomes
Médico: Julio Cesar Carvalho Nardelli
Responsável Fisioterapeuta – Fernando Alves Fernandes
Fisioterapeuta – Daniel Hideki Kan
Estatístico – Luciano Tavares Lima e Fabio Rafael Simplício

SUPERLIGA BANCO DO BRASIL 2020/21

FASE CLASSIFICATÓRIA

10/11 – Fluminense 0 x 3 São Paulo F.C./Barueri (13-25, 19-25 e 23-25)

13/11 – São José dos Pinhais 1 x 3 São Paulo F.C./Barueri (14-25, 25-27, 21-25 e 16-25)

17/11 – São Paulo F.C./Barueri 0 x3 Osasco São Cristóvão Saúde (22-25, 20-25 e 21-25)

20/11 –São Paulo F.C./Barueri 2 x 3 Sesi Vôlei Bauru (23-25, 20-25, 25-19, 20-25 e 11-15)

23/11 –São Paulo F.C./Barueri 0 x 3 Itambé/Minas (15-20, 20-25 e 23-25)

01/12 – São Paulo F.C./Barueri x Dentil Praia Clube (26-24, 21-25, 25-21 e 25-22)

04/12 – Brasília Vôlei 1 x 3 São Paulo F.C./Barueri (23-25, 25-21, 25-13 e 25-18)

08/12 – SESC RJ/Flamengo x São Paulo F.C./Barueri (25-14, 26-24 e 25-17)

12/12 – São Paulo F.C./Barueri 3 x 0 São Caetano (25-11, 25-14 e 25-12)

18/12 – Esporte Clube Pinheiros 2 x 3 São Paulo F.C./Barueri (25-21, 25-20, 17-25, 22-25 e 8-15)

23/12 – São Paulo F.C./Barueri 3 x 2 Curitiba Vôlei (21-25, 26-24, 22-25, 25-22 e 15-5).

12/01 – São Paulo F.C./Barueri 3 x 0 São José dos Pinhais (2519, 25-22 e 25-21)

15/01 – Osasco São Cristóvão Saúde 1 x 3 São Paulo F.C./Barueri (21-25, 25-21, 25-23 e 25-14)

26/01 – 19h – Itambé/Minas x São Paulo F.C./Barueri (SporTV)